Av. João Girardelli, nº 500 - Centro | Telefone: (19) 3899-9120
ouvidoria@montealegredosul.sp.gov.br
  

Sinal digital de TV em Monte Alegre do Sul

Diante do desligamento do sinal analógico e das transmissões apenas do sinal digital, a Prefeitura de Monte Alegre do Sul, por meio do Departamento de Planejamento e Desenvolvimento Econômico, atua para viabilizar a transmissão do sinal digital no município. 

Nessa semana, a administração fechou parceria com a EPTV/Globo para a instalação de antena para a transmissão do sinal digital em Monte Alegre do Sul. Nos próximos dias, será formalizada a cessão do local onde será instalada a antena, conforme prevê a lei. 

A fim de viabilizar o acesso da população a informação de qualidade, a administração também conversa com as demais emissoras da região, com o objetivo de também disponibilizar a transmissão da programação destes canais com sinal de qualidade a toda a população.

O que fazer?

EM APARELHO DE TV SEM RECEPTOR DIGITAL INTEGRADO: Compre um conversor digital e ligue-o a uma antena externa de UHF e, também, ao seu televisor atual.

EM APARELHO DE TV COM RECEPTOR DIGITAL INTEGRADO: Basta ligá-lo a uma antena externa de UHF.

Distribuição de kits gratuitos

A Seja Digital tem como parte de suas atribuições distribuir kits gratuitos com antena e conversor para a população de baixa renda cadastrada em Programas Sociais do Governo Federal. A lista de beneficiários é fornecida pelo Ministério do Desenvolvimento Social para que a Seja Digital informe ao público por meio de cartas e campanhas de comunicação para possam entrar em contato e agendar a retirada dos equipamentos.

Para saber se está na lista fornecida pelo Ministérios do Desenvolvimento Social ou se o agendamento já está liberado em sua região, o beneficiário deve acessar o site sejadigital.com.br/kit ou ligar gratuitamente para 147 com o CPF ou NIS (Número de Identificação Social) fornecido pelo Ministério do Desenvolvimento Social em mãos.

TV Digital no Brasil

Em 29 de junho de 2006 foi assinado o decreto 5.820, estabelecendo as diretrizes para a transição da televisão analógica para a digital. Baseado no sistema japonês e incorporando inovações tecnológicas, o novo Sistema de TV Digital Brasileiro passa se chamar ISDB-Tb. A nova tecnologia possibilita transmissão de sinais em HDTV, transmissão simultânea do sinal de TV para aparelhos fixos, móveis e portáteis e interatividade.

Como inicialmente a grande maioria da população brasileira não terá condições financeiras para trocar a televisão analógica por um modelo digital, foi estabelecido um prazo de 10 anos de transição gradativa de um sistema para o outro, período em que as emissoras operarão em simulcast, ou seja, transmitirão a mesma programação, simultaneamente, nos atuais canais analógicos e nos novos canais digitais, na faixa de UHF, emprestados pelo governo às emissoras que já possuem licença de TV aberta. Somente ao final deste período, ou quando toda população já estiver equipada com aparelhos de TVs Digitais, os canais analógicos serão descontinuados.

Os consumidores que desejarem ter acesso aos canais digitais no início das transmissões não precisarão arcar com altos gastos. Os Set-Top boxes – decodificadores que, na prática, permitem que uma TV analógica receba os sinais digitais – serão vendidos a preços bem mais acessíveis que as TVs Digitais integradas. Mesmo os aparelhos com telas de plasma ou LCD atualmente comercializados precisarão do decodificador para recepção do sinal digital. Como alternativa ao Set-Top Box, a indústria também lançou recentemente modelos de TV com decodificadores integrados.

Fotos

MODIFICADO: 09/04/2018 14:07
(19) 3899-9120

Av. João Girardelli, nº 500 - Centro / CEP: 13910-000

Desenvolvido por DIGITATOS